A Tabela da Sergisse

Em caráter ‘introducionário’, primeiramente irei de forma breve me apresentar. Eu sou “Envy”… A “Inveja” em forma humana. Essa faceta da minha existência se resume em invejar, criticar, pentelhar, arrasar, derrotar, dentre inúmeras outras raízes verbais terminadas em “ar”, aquele que recentemente denominou-se “Pride”.

Como primeiro “texto” elaborado para este blog, por mim, Envy, decidi postar uma tabela exemplificativa sobre a minha percepção a respeito de determinados comportamentos de meu amado odiado rival “Pride” (ou, na pronúncia nipônica que eu adoro, “Práido”). Contudo, em um primeiro momento, faz-se necessário entender do que se trata uma “SERGISSE”, que é parte do curioso tema deste post. Faço isso através de uma definição, que segue:

  • SERGISSE: [subst. feminino – “uma” / “a” sergisse] Ato de ‘sergiar’ praticado por QUALQUER indivíduo chamado Sérgio; atitude ‘sergissiana’ com a qual QUALQUER indivíduo denominado Sérgio age ou pensa (expondo sua opinião) de forma exagerada, tosca, estapafúrdia, infantil, imbecil, amoral e/ou imoral.

Agora de posse da definição de “sergisse”, sem maiores delongas, eis que vos apresento abaixo a tabela elaborada pela minha pessoa para classificar as sergisses presenciadas por mim durantes anos “interruptos” de convivência com um grande amigo rival meu, do qual em respeito ao mesmo, não fui autorizado a revelar o nome/identidade.

Tipos (níveis) Resumo Explicativo Exemplo(s)
SERGISSE classe D ** O mais “leve” dos tipos de sergisses.

** Neste nível, o sujeito apenas age ou opina de maneira levemente exagerada ou desentendida (sonsa), com a finalidade de alcançar o humor, ironia ou sarcasmo.

** Pode ser praticada de forma particular ou coletiva, ou seja, vitimando uma única pessoa ou várias, e, em local reservado ou público, geralmente não acarretando aborrecimentos.

1)    Fazer-se de sonso a respeito de algum assunto ou acontecimento sobre os quais a(s) vítima(s) tem certeza (ou não) que o indivíduo conhece ou lembra.

2)    “Esquecer” de forma proposital seus pertences (carteira, documentos, chaves da casa ou carro, etc.) em qualquer local estranho a sua casa, forçando uma ou mais vítimas a chamar-lhe atenção ou a devolver-lhe o objeto em data posterior.

SERGISSE classe C ** Pode-se classificar como nível “intermediário” das sergisses.

** Uma sergisse desta classe pode (ou não) aborrecer a vítima, dependendo do estado emocional ou humor da mesma.

** Geralmente é praticada de forma particular, em local reservado, e, embora sem constrangimento público, freqüentemente causa aborrecimento nas vítimas.

1)    Contar muita vantagem sobre alguma habilidade ou conhecimento que tenha ou pense ter.

2)    Existir presença de megalomania, egocentrismo ou noções deturpadas da realidade em qualquer uma de suas atitudes ou opiniões.

*Neste exemplo, o indivíduo se considera o centro do universo, um deus, um ser que tudo pode e tudo faz.

SERGISSE classe B ** Um tipo grave de sergisse.

** Neste caso o elemento praticante da sergisse perde parcialmente o bom senso e o respeito, seja numa atitude ou opinião acalorada.

** Geralmente ocorre em locais públicos, porém apenas aos olhares dos integrantes do grupo em que esteja situado.

1)    Embirrar com alguém por conta de ter sido contrariado ou ‘zuado’, indo embora do local onde seu grupo esteja reunido de maneira brusca, desta forma finalizando o divertimento de quem por ventura dependa dele para carona.

*Trata-se do famoso efeito “Sérgio vai pra casa” (referência ao pioneiro jogo da Atari “Bobby is going home” – vide link)

SERGISSE classe A ** O mais severo tipo de sergisse.

** Neste nível, o indivíduo não só perde totalmente o bom senso, como também o pudor, a moral, os bons costumes, e o respeito por tudo e todos ao seu redor.

** Sempre ocorre em locais públicos e sob os olhares de todas as pessoas em volta, causando no mínimo desconforto a todos dentro e fora do grupo em que esteja.

1)    Saltitar tal como um canguru ao redor da mesa e/ou das pessoas em um rodízio de pizzas.

2)    Gritar repentinamente em pleno subway (lanchonete) lotado de forma estapafúrdia, coisas do tipo: “(…) É UM DOCINHO CARAMELADO DE BOOOOOLDOOOOO”

Para finalizar, gostaria de deixar bem claro, que nem toda atitude ou opinião de um indivíduo chamado Sérgio configura uma sergisse. Meu único objetivo com este post foi expor aquilo que por anos guardei praticamente pra mim, com a finalidade de que mais pessoas possam conhecer e compartilhar suas experiências com seus respectivos ‘Sérgios’.

Desta sorte, se você foi vítima de uma sergisse, se possui um destes indivíduos em seu círculo de amizade (mesmo que seja virtual), ou ainda, em um cenário mais dramático, se conhece/convive com um “Serial Sérgisser” (psicótico praticante da sergisse), que é o caso deste meu amigo…argh…rival o qual não posso dizer o nome, POR FAVOR nos escreva, deixe seu comentário, compartilhe conosco sua sergisse sofrida e busque classificá-la de acordo com a tabela.

P.S.: Nenhum espécime Sérgio foi morto ou ferido na produção da pesquisa que originou esta tabela.

(Cuiabá, 13 de Maio de 2010)

Anúncios

Sobre Envy

Metade de mim é Inveja, a outra, também! Invejo tudo aquilo que sou e sempre serei.
Esse post foi publicado em De Envy para Pride. Bookmark o link permanente.

17 respostas para A Tabela da Sergisse

  1. Anita disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Definitivamente hilário, característico, expressivo desse meu miguxo!!! Bom.. acompanhei o episódio do Cookie tbm na loja denominada Subway (eu acho q ele tem algum problema com o tal local)… ainda bem q eu não me intimido com esse tipo de ser… riu mtoo.. hehehhehehe..

  2. Axly disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ei, me ajudem por favor!
    Uma vez, um amigo veio em minha casa, fiz um churrasco. Sentamos todos a mesa e comemos, normalmente. Mas esse amigo, não parava! Era mais um pedaço de carne, outro de linguiça, mais molho vinagrete…
    Até ao ponto em que tomei o prato dele, pq era capaz do dito cujo morrer de comer!
    Agora a pergunta… isso é um tipo de sergisse???
    Kisss^^

    • Pride disse:

      quem manda cozinhar bem ¬¬ CADE MINHA COXINHA SUA METIDA A COZINHEIRA! usuaheuhsuhaueuhsauheuhsa gotsosama!

      • Axly disse:

        Ta aqui, vem buscar…
        kkkkkkkkkkkkkkk

        • Envy disse:

          kkkkkk…seu relato definitivamente configura uma sergisse. Foste vítima de uma sergisse classe C, na qual o elemento foi imbuído de uma megalomania a qual o fez pensar que poderia comer além dos limites.
          p.s.: realmente…as coxinhas são fartas e divinas, rs.

  3. To Envy disse:

    Incrível, dormiu quantas noites com ele para saber tantos detalhes?

  4. Rafaela disse:

    é, já vi um sérgio pulando igual a canguru, mas isso foi em 2007… hoje ele fala frases estranhas e sem sentido em vóz alta.

  5. d_ark_blue disse:

    Bom… para novatas nesse universo todo tipo de informação vem a auxiliar no entendimento comportamental dos indivíduos que sofrem desse mal hehehehehe….
    Já tenho dito: -Isso explica muita coisa!

  6. Droga… Já tava preparando o post sobre o docinho de boldo…
    Tsc tsc tsc…
    Mas isso não me impede de publicá-lo daqui algum tempo.
    =P

    • Envy disse:

      Não impede mesmo, até pq o engraçado daquele conto não foi o que ele disse, e sim “como” ele disse. (tentativa ‘fail’)

  7. Pride disse:

    Fenomenal, impressionante, ninguem precisa mais saber minha identidade suahUASHUAHeuHSAUHesa detalhe pro meu texto que fala especialmente disso suaheuhsuahesa da vergonha gerada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s