WoW, PVE e seus desafios

Senhora e senhores, hoje é dia de wow, World of Warcraft. E como um dia wow ele foi precedido de mais uma tentativa fail do grupo de icc 10, do qual eu participava (eles provavelmente vão me expulsar depois do efeito “sérgio vai para casa” de ontem), tentávamos matar um dos “boss’s” da ala das plagas. Muita informação? Vamos com mais calma então.

World of Warcraft é um jogo de MMORPG, nele você cria um personagem em um mundo ficticio, esse personagem teoricamente interage com os problemas desse mundo, e vive a história desse mundo. Mas isso é muito teórico no WoW como é em todo jogo de rpg online… 90% das pessoas olha para a tela, apertam botões e reagem a resultados, o entretenimento dessas pessoas se limita em ver esses resultados, ver os efeitos visuais legais, o possível estrago de seus poderes e disso tiram seu êxtase e sua satisfação em participar daquilo.

Mas novamente estou indo muito a frente da minha discursiva… segura esse pensamento sobre como a maioria das pessoas encaram o jogo. O World of Warcraft se originou há muito tempo atrás, são três jogos no estilo de estratégia, nominados Warcraft (um, dois e claro três). Nos primeiros jogos, apesar da tecnologia limitada, dos problemas com a linguagem e a jogabilidade, o jogo tinha história, uma história que chamaremos imprecisamente de fraca, dada principalmente por essas limitações que acabei de expor. Warcraft 3 mudou isso, trouxe todo um envolvimento com o personagem principal, ARTHAS, o paladino, o servidor da luz, e sua perturbada campanha para trazer justiça e luz a sua terra natal. Nossa ficou bonito isso. Perturbada exatamente porque toda sede de justiça dele é usada por ambos os vilões, Lich King e a Burning legion, para transforma-lo de herói a vilão, e é tão profundo que você se envolve com ele, em com toda dinâmica das raças e você passa muito tempo se xingando e xingando ele, enquanto joga… claro, isso para pessoas que gostam de jogo, que jogam um jogo por um motivo mais do que matar seu tempo e desligar a sua mente da realidade. Mas no final, é a mesma coisa, é desligar-se da realidade, com classe.

A blizzard é uma empresa conhecida por sua paciência, sucesso, e principalmente porque eles não estão nem um pouco interessados na sua necessidade e imediatividade como jogador, quando eles produzem algo, ele realmente produzem algo, a raiz de todas as suas criações são semelhantes… Dessa maneira eles usaram a história e a base dos seus três jogos de sucesso e fizeram dessa história o jogo online de maior sucesso do mundo, eles são originais nisso e trazem disso toda uma gama de fãs que aceita esperar ANOS por um jogo e um jogo bom, um jogo de qualidade, que mesmo sem “querer” agradar ninguém, agrada a maioria. Desculpa, me perdi novamente do principal do texto, mas isso é apenas para dizer que blizzard revolucionou com World of Warcraft… há cinco anos, é um jogo que mais movimenta dinheiro no mundo.

World of Warcraft, traz uma dinâmica de lados, e esses lados se assemelham a escolha política. De um lado a horda, lutado de maneira inusitada pelo seu lugar no mundo, pela sua glória, honra e direito de matar. Do outro temos a aliança, formados pelas raças humanizadas do mundo e essas raças humanizadas não querem que seu mundo seja tomado pela horda, muito menos pelos outros inimigos que aparecem (arthas e a scourge, antes deles a Burning Legion por duas vezes, enfim você pode procurar mais sobre a história específica do jogo). O interessante dessa dinâmica é que você realmente escolhe um lado, veste uma camisa, poucas pessoas são desprendidas o suficientemente para jogar em ambos os lados, e eu não tenho muito respeito por essas escolhas, acho que ficar em cima do muro é pior do que brincar de deus e matar com uma metralhadora todos os estudantes de uma escola.

E dessa dinâmica vem um ponto bem forte no wow, a luta entre jogadores de lados opostos, eles não podem se comunicar, dificilmente ficam na mesma cidade (chamadas de santuários) e se matam por puro prazer. Um lado sempre acha o outro filho da puta… sempre. E isso é bom. Esse aspecto do jogo é chamado de PVP, player vs player. Campeonatos, campos de batalhas, arena, tudo que você imaginar, pvp em mapa para os servidores voltados para pvp e etc.

O ponto… não se sustenta um jogo por cinco anos, só com uma inovação, mesmo que muito boa… Disso vem o outro lado do jogo, a sua interação com a história, você participa dos grandes eventos do mundo, você e sua guilda, sua organização politica (subordinada à sua escolha “politica”), interage com os problemas do mundo e os resolve. Disso temos as dugeons, e as raids, quando você chega no level máximo você começa a trabalhar e interagir nesses desafios máximos, antes mesmo do level máximo já há muita interação com essa história, mas a coisa fica intensa mesmo, os chefões ficam poderesos, grandes, imponentes e legais lá… no level máximo. Isso chamamos de PVE, player versus enviroment. Dado isso começa uma escalada muito perigosa do jogo de RPG online, a do comportamento dos jogadores. Agora você resgata aquele pensamento de como a maioria das pessoas encaram o jogo. Pode reler aquele trecho, eu te espero, depois que rele-lo assista esse depoimento sobre como essa escalada pode ser perigosa:

Bom, avisados do perigo e com entendimento básico a cerca do que estou dizendo, vamos a minha discursiva sobre como os jogadores encaram o jogo: Você baixa o jogo, muitas vezes por que você não tem mais o que fazer, as vezes porque alguém indicou, as vezes porque você acompanha a história do jogo em questão, e quando você faz isso e entra no jogo, você basicamente reage ao que o jogo te manda fazer e por muito tempo é assim. Você evolui, e as vezes não sabe nem porque você evolui ou faz o que faz… e é aí que mora o perigo.

World of Warcraft é um jogo social, você lida com pessoas, e cada vez mais fundo você vai no jogo, menos independente você é… eventualmente tudo que você faz é em grupo, e nada legal pode ser feito sozinho. Nesse ponto, se você não desenvolve sua personalidade, não encontra seu lugar no jogo, você será um peixe fora d’água, e como um peixe fora d’água você se debaterá, e ao se debater você, por estar em grupo acabara encostando em outras pessoas… Metaforas a parte… Você não pode encarar o world of warcraft nem nada onde um grupo dependa do seu comprometimento com levianidade, isso vale tanto para os cinco fazendo tudo errado no grupo que eu participei ontem, quanto para mim que por não aguentar a falta de comprometimento deles gerei o efeito sergio vai para casa, já explicado no texto do envy. Não culpe meu comportamento premeditado e descrito por manual, não me chame de hardcore pelas escolhas que eu fiz e pela maneira como eu me comporto, se você está num grupo, haja como tal, e se não o fizer, não culpe outros por não querer participar de um grupo manco. Dessa maneira escolha, você quer fazer pvp? Você quer fazer raids? Você quer matar o lichking porque ele é o vilão do mal? Você quer enfrentar os desafios? Você quer ter os melhores itens? Ser o maior dps? Ser o maior hps? Mas escolha ou entre com uma metralhadora em uma escola para que eu volte a respeitar sua decisão. Recado dado vamos finalmente ao que importa… os desafios.

Quando você evolui no jogo, você enfrenta vários desafios: quests, dugeons e eventualmente chefões… o grupo quando bem organizado, tem alguém que apanha, porque aguenta, alguém que cuida do que apanha e várias pessoas que batem muito forte para que os que apanhem não o façam em vão e muito menos morram no processo. No passar de cinco anos a blizzard sadicamente desenvolveu suas técnicas em criar desafios, de chefões tank and spank passamos hoje para uma coleção de chefões que dançam macarena enquanto lavam roupa e cuidam do feijão na panela, tudo isso enquanto te mata. Dado isso… se você vai a uma luta negligente, e fica perdido concentrado em que botões apertar, ou mesmo olhando pros efeitos bonitos na tela… você está perdido, e com você seu grupo. Então quando alguém te pedir para ler sobre uma luta, e assisti-la você o faz. A pessoa não é um hardcore por causa disso, você o faz e você presta atenção no os que sabem da luta dizem, e não se debatem afundando todo um grupo. Se você considera esses dados “hardcores” babacas, repense a maneira como você encara o jogo, essa diversão em grupo sendo feita somente de fracassos, não é diversão e gradativamente perde a graça, se você não se comprometer só um cadim, você compromete não só a diversão do próximo como também a sua.

Resumindo, tentamos 5 ou mais vezes matar esse boss da ala das plagas, mas o taunts no boss saiam na hora errada, segundos antes do que podiam sair… os heals demoravam milésimos de segundo mais do que podiam e os esporos estavam confusos, resultado? Mais uma semana de problemas e fracasso, im done for… cya next sun-day.

Anúncios

Sobre Pride

Proud child of the alliance!
Esse post foi publicado em World of Warcraft. Bookmark o link permanente.

5 respostas para WoW, PVE e seus desafios

  1. Pride disse:

    Mano, quem diria, virei o menino do depoimento, luz cortada, sem grana pra comprar comida, pagar o aluguel nem nada… olhando para propostas de emprego e vendo como será meu futuro daqui pra frente

  2. Envy disse:

    LOL …comentário do Greed foi top (RI-ALTO)…. mas voltando ao texto:
    Nem tenho como zuá-lo, pq tudo foi muito bem escrito, com uma ‘consciência’ que chegou a me surpreender. Gratz brow… texto + vídeo refletem bem o “maldito macaco multi-jogador” que assombra a muitos…. ^^””

  3. Greed disse:

    Complicado mesmo, sei como é isso, escuto reclamação todo dia também.
    Passar 10 min explicando como devem ser feitas as coisas e em 1 min ver que não adiantou nada porque alguem não fez sua parte.
    Apoio o que disse, porque só se começa a ter mesmo diverção quando estão todos de agordo no que querem fazer. Forçar a fazer não é sabio, e ficar em grupo que envez de de se divertir só da dor de cabeça e fim de carreira.
    E verdade seja dita, o vidio foi a melhor parte do post. ;D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s