Músicas que moldaram meu gosto musical

Hey!! Long time no see!! Bom, fiz uma viagem recentemente e como não estava dirigindo tive bastante tempo pra pensar, o que ocasionou uma viagem mental dentro de uma viagem física (Inception time, hehehe) o que aconteceu é que sempre que eu não vou dirigir eu levo meu iPod e ele contém todas as minhas músicas, assim posso ficar olhando todas e acabei pensando: Como eu cheguei ao ponto de gostar de todas essas bandas? O que me deu a ideia de criar esse post, um post com as músicas que formaram meu gosto musical.

Primeiramente quero deixar bem claro que as músicas que vou colocar aqui não são necessariamente as que considero as melhores de seus respectivos autores, são somente as que me levaram a buscar mais o sobre sua banda e seu estilo, todas estarão com os motivos, assim se você lê o que escrevo aqui, entenderá os motivos, mas se for só ver os vídeos, estará com uma seleção de material para mostrar (ou não) para seus filhos. Acho que vou seguir a ordem cronológica, por isso vamos começar com a minha infância:

Michael Jackson – Remember the Time


Que criança não gosta do tio MJ, né? Piadas a parte, eu gostava muito e nem tinha nada sexual envolvido. Desde pequeno eu curtia as coreografias e esse clipe em especial foi mais marcante que qualquer um outro dele que vi na minha infância. Curiosidade de bandeja: Essa música me fez ganhar a minha primeira advertência, ainda que verbal, por dançar na escola. Isso foi no pré-escola e me pediram para parar com aquilo, porém até hoje eu ainda arrisco uns passos, o que culminou nisso:


Red Hot Chili Peppers – Give It Away


Essa é uma música muito boa, eu me lembro de ouví-la no rádio quando criança e soltar sons indistinguíveis com meus amiguinhos na tentativa de reproduzir algo ao menos parecido com o refrão. Fico abismado de ninguém ter batido na gente quando saíamos na rua fazendo aqueles barulhos enquanto tocávamos as campainhas e saíamos correndo…

O Rappa – Hey Joe

Essa é uma história interessante. Meu pai tinha uma coleção invejável de CDs, porém entre a discografia completa  do Frank Aguiar, os bailões de Mato Grosso do Sul e os sertanejos de Goiás eu encontrei algumas pérolas e o “Rappa Mundi” foi um deles. O álbum tem várias músicas boas, como “A Feira” e “O Pescador de Ilusões”, mas a que eu mais ouvi definitivamente foi essa. A partir desse álbum eu comecei a fuçar mais nas coisas do meu pai e descobri Roxette, Queen, A-Ha, entre outros dos anos 80 que são muito bons também. Curiosidade: Essa música foi baseada numa outra de mesmo nome de ninguém mais ninguém menos que Jimi Hendrix.

Eminem – Without Me

Essa é da época que tinha acabado de me mudar pra Cuiabá e assistia vários programas de clipes que passavam na Band e MTV (na época que ela ainda passava músicas) e convenhamos, o clipe é legal pra caramba, tem uma Lamborghini, uma paródia do Batman, super-poderes e muitos palavrões. Acabei comprando esse álbum dele, que está perdido por sinal. Quando encontrar vou ouvir de novo…

Red Hot Chili Peppers – By The Way

Outra música que a Sabrina Parlatore apresentou, e por muito tempo, que é excelente e me levou a procurar mais sobre Red Hot. Depois dela veio “Can’t Stop”, “The Zephyr Song” e acabei redescobrindo aquela música impronunciável da minha infância, finalmente conseguindo pronunciá-la. P.S.: Não sei por quê, mas o taxista me lembra um tio meu…

Sepultura – Bullet The Blue Sky

O começo da fase headburguer headbanger. O curioso é que foi justamente um cover de U2 que me levou para esse universo. Curioso também é que foi por conta dessa música que um amigo meu me emprestou o álbum Roots do Sepultura, considerado por muitos o melhor álbum de metal de todos os tempos, o que me deu o empurrão inicial. Mas mais curioso ainda é que essa música foi citada durante uma exibição de “A Era do Gelo 2″ e daí meu amigo decidiu me emprestar o Roots. Lembra Marcão? Aquela ida ao cinema foi a única que consegue ser mais cômica que a vez d'”A Hora do Pesadelo”. Isso me deu uma ideia para um próximo post… Mas já que falei tanto de curiosidades, aqui vai mais uma: Essa música ficou por volta de um ano no Top 20 da MTV.

Pink Floyd – Another Brick In The Wall

Não lembro bem em que momento vi esse clipe pela primeira vez, mas acho que foi no Ensino Médio. Essa é a música que toca em 99% das formaturas, o que faz com que a maioria das pessoas conheçam só ela e pensem que Pink Floyd é uma banda de uma música só. Comigo não foi diferente e por muito tempo quando falavam em Pink Floyd a única música que me vinha à cabeça era essa, hoje consigo pensar em várias, como “Echoes”, “Wish You Were Here” e “Us & Them”. Se você não conhece outras desse grupo além “Another Brick In The Wall”, recomendo que procure a discografia, pois essa nem é a melhor do álbum “The Wall”, na minha opinião a melhor da primeira parte é “Mother” e da segunda, “Confortably Numb”. Vai mais uma curiosidade? Essa na verdade não é uma música, mas sim duas. A primeira parte é “The Happiest Days of Our Lifes” somente a segunda que é “Another Brick In The Wall – Part II”, sim parte 2.

Pearl Jam – Do The Evolution

Ouvi muito essa no Ensino Médio em aulas de Ensino Religioso e Sociologia, se não me engano. Gosto das músicas do Pearl Jam, são bem variadas e a banda é boa, mas foi essa que me fez procurar mais sobre a banda e depois dela veio “Jeremy”, “World Wide Suicide” e todas as outras. Curiosidade: A mulher de preto é a morte. Não lembro quem me disse isso, mas concordo.

Deep Purple – Smoke On The Water

Me atrevo a dizer que esse é um dos riffs mais conhecidos de todos os tempos e mais uma música apresentada pela MTV, dessa vez pelo Top Top, que pra quem não conhece (nem sei se passa ainda) apresentava um TOP 10 temático toda semana e sempre algo clássico do rock aparecia por lá. Essa música me fez procurar mais sobre o rock dos anos 70 e acabei conhecendo também Led Zeppelin, AC/DC, entre vários outros. Infelizmente até uns 4 anos atrás eu somente pegava músicas avulsas ao invés dos álbuns completos, mas felizmente já me consertei. Saudades da época que a MTV não era apenas a EmoTV de hoje…

Apocalyptica – Harmaggedon

Mais uma banda que o Marcão me mostrou. Banda muito boa que começou somente fazendo covers do Metallica e posteriormente compondo as suas próprias, como essa. Acabamos descobrindo essa música juntos enquanto ele procurava a versão de “Fight Fire With Fire”, devemos ter ouvido umas vinte vezes consecutivas. Outro fato interessante é que no mesmo álbum de “Harmageddon” tem um cover de Sepultura, o que me fez mergulhar de cabeça no headbangerismo, o que incluiu um show do Sepultura em Cuiabá. Tão vendo como as músicas acabaram se interligando? Quer mais um exemplo? Nesse show eu ouvi o álbum “Machine Head” do Deep Purple, o que me fez procurar ainda mais sobre a banda, saindo das músicas avulsas e partindo para os álbuns completos.

Rammstein – Amerika

É um clipe excelente dessa banda alemã, essa música junto com “Pussy” (que não consigo colocar aqui por motivos diversos e óbvios) e uma ida a um pub que tocou metade do “Live Aus Berlin” me fizeram procurar toda a discografia deles e amaldiçoar todos aqueles que tem a possibilidade de trazer os álbuns pra cá e não o fazem, o que faz os preços dos álbuns, que devem ser importados, ultrapassarem os 3 dígitos. Essa banda também foi definitiva para a minha escolha de um novo idioma a ser aprendido.

Essas foram algumas das músicas que me influenciaram a ter o gosto musical que tenho hoje, como podem ver, algumas até foram além. Esse foi um post bacana de escrever, me fez sentir uma certa nostalgia que é bom de sentir de vez em quando.

Só para finalizar esse texto, quero dizer que não abandonei esse blog, estou escrevendo uns textos simultâneos, porém estou com falta de assuntos interessantes e acabei impedido de atualizar com mais frequência e finalizar os posts começados, mas o fim do ano (já) está chegando e espero ter coisas pra contar. Mais atualizações!! AEEEE!!

Até a próxima. LET’S GO, MOTHERFUCKERS!

Anúncios

Sobre Felipe Washington

Gott weiss Ich will kein Engel sein.
Esse post foi publicado em Cotidiano. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Músicas que moldaram meu gosto musical

  1. Juh disse:

    Ah The Zephyr Song….. é a música da minha vida…. a escuto todos os dias….
    Hj eu tenho 18 anos, e sou mto fã do RHCP conheci a poko tempo, é uma banda antiga mas faz parte do meu gosto e ninguém fala mal dela perto de mim… kkk

  2. Marcos disse:

    Invejável memória a sua! Tem alguns momentos em que se você nao tocasse eu nao me lembraria. De fato essas bandas sao boas, mas são como você citou uma fração do que realmente escuta. Até!

  3. Envy disse:

    KKKKKK… fase headburguer FTW…. enfim… só musicas/autores pró…
    bom garoto.. ^^

  4. Leandro disse:

    Rapaz, ate a parte do Eminem, sua lista eh praticamente identica a minha! Eu soh trocaria o clipe do MJ pra Black or White porque foi o que marcou o inicio do interesse em musicas do MJ pra mim, e trocaria o Rappa por Mamonas Assassinas. Porem na parte que voce foi pro lado headbanger, eu fui mais pro Rock Classico. Mas a lista ta muito boa!

    • O pior é que eu lembrei dos Mamonas, mas não coloquei nem sei porquê…
      Acho que foi porque eu quase não via clipes deles, só o “Pelados em Santos” mesmo.
      Lembrei do Gabriel O Pensador também, mas esse eu decidi deixar fora mesmo, o post já tava grande.
      Mas no fim você sabe que eu acabei indo mais pro lado do rock clássico também, apesar de hoje escutar mais Rammstein.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s