Como deixar uma ida ao cinema mais divertida

Quer transformar uma simples ida ao cinema em algo mais divertido? Mostrarei aqui como arruinar mudar completamente o foco da diversão com um exemplo simples e prático.

Como dito num post anterior, vou contar sobre a ida ao cinema com o grande Marcão para assistir “A Era do Gelo 2”, uma ida histórica que mostra o quão macho um cara consegue ser.

Em mais um dia de ócio que encontramos no início da faculdade eu e mais dois amigos decidimos ir ao cinema assistir ao filme citado anteriormente, era quarta-feira e o shopping estava lotado, principalmente de pirralhinhos, e Marcão estava revoltado por tantas pessoas juntas estarem sem fazer nada, não tiro a razão dele, o que mais me revolta em shoppings é a quantidade de pessoas que vão lá simplesmente pra ficar andando de loja em loja. Em Goiânia existe uma tentativa de conter isso com a cobrança de estacionamento por tempo, mas não resolve muita coisa. Não resolve porra nenhuma na verdade…

Voltando ao assunto principal, já estávamos dentro da sala onde ocorreria a sessão e a gurizadinha não parava de conversar. Aparentemente os pais não ensinam mais seus filhos que cinema é um lugar para se ficar quieto, imagine essas criaturas numa biblioteca… Quando o filme começou, vimos o slogan da Blue Sky Studios e nos lembramos imediatamente da versão do Sepultura para a música do U2, o que nos fez cantar com a voz gutural. Provavelmente a molecadinha criada a leite com pera não entendeu do que se tratava, não estávamos nem aí e continuamos, até que o filme realmente começou, mas o povinho não parava de conversar…

Nesse momento Marcão dá seu primeiro glimpse de hombridade e usa sua voz grave para mandar todo mundo da fila da frente calar a boca porque ele queria ver aquela merda. Obviamente as criancinhas pararam após a demostração de tamanha masculinidade. Naquela ida ao cinema presenciei uma das coisas mais imbecis que já vi, pessoas tirando FOTO COM CELULAR da tela do cinema… Será que somente o ingresso não serviria de prova? Tinha que ter uma foto? Só consigo imaginar um diálogo para o uso de tal foto:

– Cara, fui no cinema assistir “A Era do Gelo 2”!!

– Duvido!!!

– Fui sim, olha só o ingresso aqui.

– Grandes coisas, qualquer um pode ter ido e te dado o ingresso.

– Ah é, mas eu tenho uma foto que prova AQUI NO MEU CELULAR!!!

– UAU CARA!!! VOCÊ FOI MESMO!!! TOMA AQUI O DINHEIRO DO MEU LANCHE!!!

PQP!!! Espero estar errado, pois quem seria tão animal a ponto de duvidar de uma ida ao cinema? De qualquer forma, o diálogo é imbecil e voltarei para o fato.

Lá pelo meio do filme a gurizadinha da fila da frente voltou a falar, crente que elas tinham esquecido do primeiro aviso, Marcão dá o segundo:

– CALA A BOCA AGORA SE NÃO VAI ROLAR TAPA NA CABEÇA, TÁ ME ENTENDENDO!?!? TAPA NA CABEÇA!!!

Após isso eu pensei que aquele povo tinha morrido, pois nenhuma palavra foi novamente pronunciada por eles. Mas o cinema não era composto somente por nós e a fila da frente e nessa hora a sala já estava uma completa zona.

Estávamos sentados na última fila do cinema e eu me encontrava no meio dos dois amigos, e tinha um grupo que não parava de conversar e importunar a sessão sentado no canto, umas 5 cadeiras (vazias) de distância do Marcão. Isso o deixava puto, até que em determinado momento escuto a seguinte frase vinda do cara mais macho presente naquele lugar:

– A imagem aqui tá muito ruim, eu não consigo enxergar nada…

– O que Marcão? – Perguntei.

– Pera aí que eu acho que se eu for mais pralí vai melhorar…

Continuei sem entender o que estava acontecendo enquanto Marcão se distanciava de nós, uma poltrona por vez, até que ele se sentou do lado dos “badernistas”, olhando diretamente pra eles e ouço o seguinte:

– JOGA ESSA PORRA AQUI EM MIM ENTÃO!!! JOGA EM MIM SE FOR HOMEM!!! JOGA AÍ, QUERO VER!!! Bando de vagabundo… Paguei pra ver essa merda e é bom que vocês continuem quietos se quiserem sair daqui sem nenhum osso quebrado.

Todos que estavam perto olhavam para eles e eu já estava praticamente urinando nas partes baixas do meu vestuário após ouvir isso e ver que Marcão havia retirado seu cinto e batia em sua mão com o mesmo*, quase não consegui contar para o outro amigo o que estava acontecendo de tanto que eu ria, nisso Marcão retorna à sua poltrona original e conta que os arautos da discórdia estavam planejando jogar copos e sacos de pipoca nas pessoas sentadas à sua frente.

*A parte em itálico representa um update que fiz no texto, pois havia esquecido o fato mas ele foi lembrado pelo outro integrante da zona do dia, o Flávio.

O filme continuou tranquilamente e após o seu término estávamos indo embora quando o másculo diz as seguintes palavras cheias de raiva:

– Olha aí o bando de fdp..

– Onde Marcão? – Perguntei.

– Alí na frente, perto da escada.

– Aqueles três alí!?!?

– É, aqueles alí mesmo…

Sem brincadeira, nenhum dos três devia ultrapassar 1,20m de altura. Eu achava que Marcão tinha partido pra cima de um povo de uns 16-17 anos, mas eram simples molequinhos de 11 anos de idade.

Bônus: Um dia queríamos assistir um filme e tomar milkshake, porém isso era proibido e tivemos a ideia de comprar e entrar com eles dentro de nossas mochilas, porém a minha era muito pequena e o meu teve que ir na mochila de um outro cidadão amigo, o Baiano. Acho que já imaginaram o que aconteceu, né? Um dos milkshakes abriu, derramando seu conteúdo por toda a mochila, emporcalhando os livros do Baiano.

Bônus 2: Outro dia queríamos comer, mas não tinhamos tempo antes da sessão para esperar algo ficar pronto, assim fomos ao supermercado que fica atrás do shopping e compramos Coca-cola, bolachas e se não me engano, pães e salgados também. Pegamos alguns copos descartáveis do bebedouro do mercado, acomodamos tudo em nossas mochilas e lá fomos nós fazer um piquenique durante a sessão. Após o filme as lanterninhas ainda nos viram terminar a Coca e jogar todas as embalagens no lixo.

Tenho várias outras, mas elas ficam para outro dia…

Até a próxima. Esse post foi agendado, o outro também já está. ;P

Anúncios

Sobre Felipe Washington

Gott weiss Ich will kein Engel sein.
Esse post foi publicado em Contos. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Como deixar uma ida ao cinema mais divertida

  1. Marcos disse:

    Se eu te disser que nao me lembro estaria mentindo. As partes mais interessantes vieram-me como se estivesse lá de novo. Algumas partes e falas estão um pouco exageradas, mas toda a cena foi impagável, sim. Bom trabalho e até mais! 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s